Por entre copos de bebida, sorrisos amarelos e sonhos lúcidos [parte 2]

(a parte anterior você encontra aqui)

22:20

Ainda deitado na cama. Bebe mais um gole daquilo. Os fones de ouvido fazem ecoar por aquela mente perturbada alguma música. Desejo louco de sair, de vestir determinada roupa e se perder por entre copos cheios de álcool, diante de sorrisos amarelos e sonhos lúcidos daqueles pseudo bares cults da Savassi.

Sair sem hora para voltar, sem rumo, sem nome, amigos e endereço. Então seus olhos se abrem e ele se lembra que não tem dinheiro para o taxi, que não teria capacidade de conversar com desconhecidos por muito tempo (e se teria, isso seria irrelevante), e que a roupa não está limpa.

Suas mãos ficam tremulas, a respiração rápida. O ar que sai pelas narinas se aquece. Os olhos doem de tanto dormir tentando esquecer o mundo.

Com raiva o fone de ouvido é lançado contra a parede. “Dane-se, ele está na garantia mesmo.” Suas pernas  pedem movimentos, sua mente implode em pensamentos, rostos, olhares, frases. A lembrança de palavras que jamais existiram, quando ele dela mais precisava e ela decidiu-se calar pepreterida no seu guarda roupa rante o sofrimento dele.

A tristeza e a agonia perante a impotência em mudar a sua situação o fazem querer chorar, mas já não lhe restam forças para chorar. Se levanta e vai até a sala cambaleando. Sua única companhia é o copo de vodca. Ao passar pela cozinha, o completa com vinho. Sabe que a mistura não é boa. Mas quem se importa?

Por entre copos de bebida, sorrisos amarelos e sonhos lúcidos [parte 1]

20:00

Aí você se vê sozinho em casa, em uma noite de sexta feira, na frente de meia dúzia de livros, cadernos, lápis, canetas tentando aprender algo de útil e recuperar o conteúdo perdido em uma semana de ausência na escola. Olha para o lado, vê que não há ninguém ao seu lado para te ajudar, para te amar, para te fazer companhia ou ouvir as suas palavras tristes e suportar a sua agonia.

E ao lembrar disso, vê que está longe da pessoa amada, vê que ela talvez não te ame tanto assim, ou que pelo menos não saiba te amar como você gostaria que fosse amado. E se reprime por achar isso. Afinal de contas “ela te ama, só não fica demonstrando isso o tempo todo” repetia ele tentando se convencer disso.

A concentração a essa altura já não lhe permite mais estudar. Levanta-se. Abre a geladeira. Vê uma garrafa de vodca e uma de vinho consumidas pela metade. Pega as duas. “Uma taça com vinho e vodca juntas. Que tal?” O gosto daquilo descendo pela garganta não era tão bom quanto ele imaginava.

Outro copo.

“Vodca primeiro com um pouco de suco de limão, depois alguns goles de vinho ok?”

Repetia isso mentalmente enquanto fazia seu ritual: corta limão, coloca no copo, espreme, coloca açúcar, vodca, prova.

“Ok, parece estar bom. Vinho. Cadê?”

Se move até o computador. Nada de interessante na internet. Tenta jogar algo. O desempenho pífio o faz desistir. Desliga o monitor, apaga as luzes, deita na cama e tenta dormir.

Aqui eu tinha que colocar o titulo né?

[Epilogo]

Tá tocando Sean Kingston na rádio, eu to cansado, querendo dormir, mas resolvi criar vergonha na cara para digitar isso, mesmo sabendo que não dará em nada e ficará uma porcaria MAS, como eu estou a enrolar a mais de uma semana, melhor fazer isso logo.

[Inicio]

Começo a falar do dia da mulher, que aliás, foi um belo dia, mesmo com a sua, a minha, a nossa timeline se enchendo dos mesmos clichês de sempre (feminismo, machismo, revoltas, piadas infames, etc), não posso deixar de agradecer a @ocriador, caso ele exista, por ter feito algo tão bom.

Afinal de contas, não existe nada melhor do que mulher né mesmo? A elas esses dois vídeos, e meu coração. Pensando bem, melhor deixar vocês só com os vídeos, meu coração não deve ser dado a qualquer uma ai (mas se me passar uns copos de vodca antes, quem sabe a gente não pensa no seu caso(eu e o meu coração)).

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=AcwYEGdKto8]
[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=jRkABbhMi8M]

[NOTA: Eu começo a digitar o texto, e minha irmã vem mandar pedir para eu sair do pc, ou seja..]

[Meio]

Agora vem a segunda coisa que eu queria postar essa semana, mas desisti: O amor

Ah o amor. Hoje foi #lovefriday no Twitter. Eu e mais outros internautas enchemos a sua timeline de amor (ou #morazo, como alguns preferem) e pelo menos o meu twitter, quase teve um orgasmo com tanto love.

Amor é uma coisa estranha, e esse sentimento andou me trollando foderosamente ultimamente. Mas creio que depois de muitos conflitos, eu me decidi (ou não, vai saber). Mas que se dane, não vou compartilhar o que eu penso acerca do que está acontecendo por respeito as pessoas envolvidas.

Enfim, agora alguém deve estar mais frustrado que eu (mentira, ninguém lê essa porra mesmo). Eu pelo menos estou, pois tinha muito a dizer, e poucas palavras para digitar. Agora que fodeu tudo, só digo uma coisa:

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=EbGwgzAKMWU]

[NOTA2: ninguém lê mesmo, nem meus amigos, mas um dia eu vou pegar muitas gatas, e vou obrigar elas a ler e a clicar no ad sense que não existe, acredite]

[FIM]

Frases Soltas

Esse veio em forma de rascunho. Basicamente eu deixei riscado o que eu risquei no papel. E deixei assim por que achei que ficaria legal. Enjoy!

Eis que o desejo de amar ressurge,

A paixão aparece

Duas almas que se reencontram

E juntas decidem se conhecer

E se descobrem apaixonados

E se descobrem amigos

E se descobrem companheiros

Amantes donos de um segredo

Vamos contra a maré por estarmos juntos

Vamos em direção ao infinito

Vamos juntos conhecer o desconhecido

(re) Descobrir como se ama

(re) Descobrir quem somos

E foram/ser o céu, o sol, e o mar

E foram/ser pedra, flor e espinho

Sou capitão dum navio sem porto, que vaga em busca de carinho.

Juntos se descobrem um só

Juntos se descobrem fortes

Juntos se descobrem apaixonados

Juntos são o céu, o sol e o mar

Risadas, lágrimas e amor

Do prazer que eles desfrutaram

Das noites de inverno lado a lado

Do desejo louco de se reencontrar e se amar

Essa ânsia pelo próximo

Vontade louca de ficar junto

Pois juntos eram mais fortes

Juntos eles se uniam para se tornar um só coração

E quando juntavam suas mãos

Ambos tinham certeza que algo mágico acontecia

Durante a união de seus corpos

Quando choravam, choravam juntos

Se uma lágrima escorria, escorria nos dois rostos

Se um sorriso surgia, surgia nos dois rostos em ambas as faces

A vontade felicidade de um, refletia no coração do outro

O desejo de um, era a súplica do outro.

Não seria o seu jeito de ser?

O duro, é pensar que esses poemas estão de certa forma relacionados a dois relacionamentos que se relacionam (entendeu? Não? Ficou confuso para você? Dane-se).

Não seria o teu jeito de ser,

Ou a sua maneira de escrever coisas tão belas sobre nós dois.

Talvez seria o teu jeito de me dizer tudo o que você sente por mim,

Seria talvez o seu jeito perfeito de me beijar?

Quem sabe talvez o jeito que me olhas,

Me fazendo entrar em desespero

E como naufrago atrás de socorro,

Eu me torno amante louco por um beijo.

De tudo o que tens para mim,

Toda a paz, tomo o amor que guardas dentro de ti.

Me devolva, por favor me devolva,

O coração que roubastes do meu peito,

O meu direito de pensar em algo que não seja você

Não sei bem oque é, só sei que guardas dentro de ti, como um sacerdote guarda a chave de um templo sagrado

Algo único, inexplicável.

Algo que tens usado sempre que estais ao meu lado.

E que sempre me deixa nas nuvens

Esse algo que me reconquista mais e mais a cada dia,

E que me faz acreditar tanto em nós dois.

Eu sou um poeta. Você não.

Nota: Esse é gigante.

Ele levantou. Já sem forças para lutar. Mesmo assim, cansado dessa batalha ele foi.

Foi contra tudo e contra todos, indo de encontro com aquela que seria a sua paz e o seu terror. Encontrar a solução do seu dilema.

Escolher entre o certo e o errado, a turbulência e a maresia.

O amor? A paixão?

Isso ele já não sabia mais se sentia ou não.

Isso, ele já não entendia como e por quem sentia.

Suas pernas estavam bambas

O desejo de beijá-la era grande

O desejo de morrer amando-a era forte.

A vontade de estar ao lado dela era maior a cada instante que se passava.

O desejo só aumentava a sentir aquele perfume que a pela dela exalava .

Ah, aquele perfume!

Difícil definir o que ele significava para ele….

Era a perdição, o desejo de amar, o ar que ele respirava, a lembrança de uma paixão…

E foram juntos,

Encarar os olhares de todos

Tentar não sofrer com as criticas

E vencerem todas as dificuldades que o amor deles iria lhes impor…

Este se chama “Logo Agora”

Tá, o titulo é tosco, mas qual apaixonado que não pensa merda?

E logo agora que comecei a acreditar em você

Agora que a minha alma encontrara algum bom motivo para no amor acreditar

Você joga tudo para o alto

Para enfim deixar de sonhar

Vá e viva teus sonhos

Não me deixe te atrapalhar

Distante de mim deverás agora ficar

Para tua nova vida levar

Um poema

como eu estou sem imaginação vo postar isso para não falarem que o blog ficou ao marasmo. E que continue a saga dos textos de nerds apaixonados.

Nos próximos dias, textos de quando eu amei, ou melhor, poemas, para vocês verem que eu também sei ser romântico. E que comece por este:

Bate coração

Neste peito cheio de paixão.

Ânsia do meu corpo em estar preso aos teus braços.

Bela necessidade de receber de ti teus beijos mais apaixonados,

E saciar a necessidade de respirar teu perfume.

Como é bom estar contigo…..

Poema

E logo agora que comecei a acreditar em você,

Agora que a minha alma encontrara algum bom motivo para no amor acreditar,

Você joga tudo para o alto

Para enfim deixar de sonhar.

Vá e viva teus sonhos

Não me deixe te atrapalhar

Distante de mim deverás agora ficar

Para tua nova vida levar